Novo Coronavírus

Saúde Covid-19: Brasil deve receber 43,8 milhões de doses em junho

Covid-19: Brasil deve receber 43,8 milhões de doses em junho

Segundo o Ministério da Saúde, desse total, cerca de 33,9 milhões serão da vacina da AstraZeneca e 12 milhões da Pfizer

  • Saúde | Do R7

Em junho, o consórcio Covax Facility deve enviar mais 4,8 milhões de doses ao Brasil

Em junho, o consórcio Covax Facility deve enviar mais 4,8 milhões de doses ao Brasil

Chris Aluka Berry/Reuters

Em junho, o Brasil deve receber 43,8 milhões de doses das vacinas contra a covid-19, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (28) pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz.

Desse total, 29,9 milhões serão da AstraZeneca, 12 milhões da vacina da Pfizer, 6 milhões da CoronaVac e mais 4,8 milhões pelo Covax Facility (4 milhões da AstraZeneca e 842 mil da Pfizer). Em relação à CoronaVac, metade da remessa deve ser reservada para a aplicação da segunda dose.

O secretário-executivo destacou que o Ministério da Saúde ainda não conseguiu avançar na negociação para que as doses 38 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson, previstas para o terceiro semestre deste ano, sejam antecipadas.

Além disso, Cruz afirmou que a pasta aguarda uma possibilidade de oferta para a compra da vacina da Moderna em 2022.

Para o ano que vem, caso haja a necessidade de prosseguir com a vacinação contra a covid, o secretário-executivo afirmou que já há negociações com a Pfizer, com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) para a compra da AstraZeneca e com o Instituto Butantan para a aquisição da CoronaVac.

Últimas