Covid-19: Brasil tem 39.680 mortes e 772.416 casos confirmados 

Ministério da Saúde confirmou 1.274 óbitos e 32.913 infectados nas últimas 24 horas. Governo estima que 325.395 pessoas já estão recuperadas da doença

Brasil é 2º em número de casos em todo o mundo

Brasil é 2º em número de casos em todo o mundo

Mister Shadow/ASI/Estadão Conteúdo - 10.06.2020

O Brasil acumula 39.680 mortes e 772.416 casos confirmados de covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, desde o primeiro registro oficial.

Os dados foram apresentados no início da noite desta quarta-feira (10) pelo Ministério da Saúde. Os números são os mesmos divulgados um pouco mais cedo pelo Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde)

Segundo a pasta, as secretarias regionais notificaram 1.274 óbitos e 32.913 infectados nas últimas 24 horas. Há ainda 3.608 mortes em investigação. 

O País é o terceiro em vítimas fatais, atrás apenas dos Estados Unidos (112.726) e do Reino Unido (41.213), de acordo com a universidade norte-americana Johns Hopkins. 

O governo federal estima também que 325.395 pessoas já estão curadas da doença. "O número de recuperados é estimado por um cálculo composto que leva em consideração os registros de casos e óbitos com confirmação de covid-19 e o número de pacientes hospitalizados registrados no SIVEP Gripe (Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe)", explica.

SP tem novo recorde de mortes

Com a liberação do comércio na capital, houve aglomeração na rua 25 de março

Com a liberação do comércio na capital, houve aglomeração na rua 25 de março

Amanda Perobelli/Reuters

Pelo segundo dia consecutivo, São Paulo apresentou recorde no número de notificações de óbitos por covid-19 em um único dia. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, foram confirmadas 340 mortes nas últimas 24 horas. O estado acumula 9.862 vítimas fatais e 156.316 casos confirmados da infecção respiratória. 

Veja: Grande SP terá isolamento mais leve e interior do estado, mais rígido

A ocupação de leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) destinados ao tratamento de pessoas com a doença está hoje em 69,1% no estado e em 76,7% na Grande São Paulo.

Veja a situação em cada região do Brasil

Centro-Oeste

Goiás: 7.159 casos (188 mortes)
Distrito Federal: 19.433 casos (256 mortes)
Mato Grosso: 4.602 casos (146 mortes)
Mato Grosso do Sul: 2.597 casos (24 mortes)

Sul

Rio Grande do Sul: 13.619 casos (316 mortes)
Paraná: 7.831 casos (275 mortes)
Santa Catarina: 12.594 casos (184 mortes)

Norte

Amapá: 14.623 casos (289 mortes)
Rondônia: 9.850 casos (267 mortes)
Pará: 62.095 casos (3.927 mortes)
Roraima: 6.347 casos (182 mortes)
Acre: 8.746 casos (237 mortes)
Tocantins: 6.257 casos (120 mortes)
Amazonas: 52.849 casos (2.363 mortes)

Nordeste

Pernambuco: 41.935 casos (3.531 mortes)
Bahia: 32.685 casos (975 mortes)
Paraíba: 24.032 casos (559 mortes)
Alagoas: 18.176 casos (660 mortes)
Sergipe: 10.615 casos (264 mortes)
Piauí: 8.359 casos (283 mortes)
Ceará: 71.402 casos (4.480 mortes)
Maranhão: 53.508 casos (1.322 mortes)
Rio Grande do Norte: 11.568 casos (487 mortes)

Sudeste

São Paulo: 156.316 casos (9.862 mortes)
Espírito Santo: 23.344 casos (936 mortes)
Rio de Janeiro: 74.373 casos (7.138 mortes)
Minas Gerais: 17.501 casos (409 mortes)