Novo Coronavírus

Saúde Covid-19 causou morte de 24 profissionais da saúde na Turquia

Covid-19 causou morte de 24 profissionais da saúde na Turquia

A afirmação é do sindicato dos médicos do país, que fez duras críticas ao Ministério da Saúde por não divulgar dados sobre os profissionais da área

Foto aéreada Praça Taksim deserta, quando o governo turco anunciou um toque de recolher

Foto aéreada Praça Taksim deserta, quando o governo turco anunciou um toque de recolher

Tolga Bozoglu/EFE/EPA - 11.04.2020

A covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, matou 24 profissionais da área de saúde na Turquia, enquanto o número de infectados entre as equipes que atuam no combate à doença é de 1.307, denunciou nesta quarta-feira (22) o sindicato dos médicos do país.

De acordo com as estatísticas apresentadas, dois terços dos contágios foram registrados na cidade de Istambul, a maior do país, onde também foram detectados 60% dos casos gerais do país.

Nos últimos dias, o sindicato fez duras críticas ao Ministério da Saúde turco por não divulgar dados sobre os profissionais do setor que foram infectados e morreram, e também pela falta de testes de diagnósticos para os que estão na linha de frente.

"Apesar de estarem em risco profissional, detectamos uma resistência em fazer exames para Covid-19 aos funcionários da saúde", apontou o sindicato dos médicos, em comunicado.

Istambul é uma das 31 províncias em que será aplicado um toque de recolher por quatro dias, a partir de amanhã, coincidindo com feriado local. Ainda assim, organizações sanitárias e políticos de oposição vêm cobrando medidas mais duras que as atuais.

Atualmente, a Turquia tem 95.591 infectados pelo novo coronavírus, sendo o sétimo país com maior número de casos. Ao todo, 2.259 pessoas morreram.

Últimas