Novo Coronavírus

Saúde Covid-19: Enfermeiras sofrem com esgotamento mental e violência

Covid-19: Enfermeiras sofrem com esgotamento mental e violência

Alerta foi feito pelo conselho internacional que representa essas profissionais; abusos e discriminação acontecem fora do trabalho

Reuters
Enfermeira com equipamento de proteção em laboratório de Bogotá, na Colômbia

Enfermeira com equipamento de proteção em laboratório de Bogotá, na Colômbia

Luisa Gonzalez/Reuters/ 10.10.20

Muitas enfermeiras que cuidam de pacientes com covid-19 estão sofrendo de esgotamento mental, estresse e enfrentaram abusos ou discriminação fora do trabalho, disse o Conselho Internacional de Enfermeiras (ICN, na sigla em inglês).

O fornecimento de equipamento de proteção individual para enfermeiras e outros profissionais de saúde em algumas casas de repouso continua insuficiente, acrescentou, marcando o Dia Mundial da Saúde Mental neste sábado (10).

“Estamos extremamente preocupados com o impacto da saúde mental nas enfermeiras”, declarou Howard Catton, enfermeira britânica e presidente-executiva do ICN, na sede da associação, em Genebra.

Leia também: Covid-19: O que a privação de toque poderá fazer à saúde mental

“Nossa pesquisa mais recente com associações nacionais de enfermeiras mostra que mais de 70% delas (as associações) disseram que as enfermeiras foram sujeitas a violência ou discriminação e, por isso, há muita preocupação com casos extremos de sofrimento psíquico e problemas de saúde mental ”, disse ela.

O dado é baseado nas respostas de cerca de um quarto das associações nacionais de enfermeiras em mais de 130 países.

Os enfermeiros enfrentam um amplo espectro de problemas que afetam sua saúde mental, incluindo abuso físico e verbal, disse Catton.

“Existem enfermeiras que foram vítimas de discriminação, em que o proprietário não renovou o aluguel do apartamento em que moravam ou elas não podem cuidar dos filhos”, afirmou, sem dar detalhes sobre abuso físico ou verbal.

Leia também: 'Volto rápido' e 'tô apavorado': as últimas mensagens de vítimas da covid-19

O ICN defendeu melhores condições de proteção e trabalho para enfermeiras que estão na linha de frente do combate à pandemia.

“Ainda continuamos a ver problemas com os suprimentos de equipamentos de proteção individual. Mas houve melhorias, principalmente nos hospitais ”, disse Catton.

Entretanto, de acordo com ela, alguns lares de idosos e instituições de longa permanência na Europa e na América do Norte e do Sul ainda não têm suprimentos.

Leia também: 'Cuidamos dos outros, mas ninguém cuida de nós': as enfermeiras expostas ao coronavírus por falta de equipamentos

A OMS (Organização Mundial da Saúde) disse na segunda-feira (05) que os serviços para pacientes com doenças mentais e usuários de drogas foram interrompidos em todo o mundo durante a pandemia.

Últimas