Covid-19: entidade pede cautela no uso de cloroquina em pacientes

Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) afirma que não há ‘evidências científicas definitivas acerca do seu emprego’

Ministério da Saúde mudou protocolo sobre o uso da cloroquina

Ministério da Saúde mudou protocolo sobre o uso da cloroquina

Chris Wattie/Reuters – 12.06.2019

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) divulgou nota neste domingo (24) em que afirma não recomendar o uso da cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes diagnosticados com a covid-19 enquanto não houver ‘evidências científicas’ sobre o uso dos medicamentos.

Leia mais: EUA decidem proibir entrada de viajantes do Brasil no país

A entidade cita que o Ministério da Saúde publicou novas orientações para o tratamento medicamentoso precoce em pacientes contaminados pelo novo coronavírus na semana passada.

A SBC orienta que os pacientes que optarem pela realização do tratamento com os remédios devem resguardar as ‘condições sanitárias necessárias para minimizar o risco de contágio de profissionais de saúde e outros pacientes.’

CNS pediu suspensão do uso da cloroquina

Na última sexta-feira (22), o Conselho Nacional de Saúde (CNS) publicou uma recomendação em que pede a suspensão imediata das orientações do Ministério da Saúde para o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento de casos leves do novo coronavírus.

Segundo a recomendação, o "momento excepcional" da pandemia da covid-19 "não pode significar que a racionalidade deva ser abandonada nem que a população deva ser exposta a condições de maior vulnerabilidade".