Covid-19: EUA passam de 90 mil mortes e 1,5 milhão de casos

País mais atingido pela pandemia responde por quase um terço de todos os casos confirmados e mortes atribuídas ao novo coronavírus no mundo

Voluntária entrega comida em Nova York, cidade mais atingida pela covid-19

Voluntária entrega comida em Nova York, cidade mais atingida pela covid-19

Justin Lane / EFE - EPA - 18.5.2020

Principal epicentro da pandemia do novo coronavírus no mundo, os EUA atingiram, nesta segunda-feira (18), duas marcas infelizes. O país passou de 1,5 milhão de casos confirmados e de 90 mil mortes pela covid-19.

Leia também: Trump diz que vem tomando hidroxicloroquina há 10 dias

Segundo o levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins, os EUA têm até o momento, 1.500.773 casos confirmados de contaminados pelo coronavírus, o que equivale a pouco menos de um terço dos 4.775.000 contágios confirmados no mundo.

Essa proporção se repete no número de óbitos. Até o momento, foram contabilizadas 90.312 mortes em território norte-americano, das 317.515 registradas em todo o mundo.

Os números dos EUA são 5 vezes maiores que a Rússia, o segundo país em número de contágios (290.678) e pouco menos de 3 vezes maiores que o Reino Unido, o segundo em óbitos (34.876).