Novo Coronavírus

Saúde Covid-19: Plano de imunização depende de registro de vacina

Covid-19: Plano de imunização depende de registro de vacina

Ministério da Saúde afirma que câmara técnica vai apresentar nesta terça-feira (1º) estudos que servirão de base para estratégia de vacinação

  • Saúde | Brenda Marques, do R7

Plano de vacinação só ficará pronto quando vacina for registrada na Anvisa

Plano de vacinação só ficará pronto quando vacina for registrada na Anvisa

BioNTech SE/via EPA/EFE

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, afirmou nesta terça-feira (1), em entrevista coletiva à imprensa sobre as ações de combate à Aids, que o plano de vacinação contra covid-19 só ficará pronto quando uma vacina for registrada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

"O objetivo fundamental para a vacinação é contribuir para a redução da morbidade e mortalidade pela covid-19, bem como controlarmos a transmissão da doença. Para isso a gente quer vacinar grupos prioritários e populações mais expostas ao vírus", afirmou.

"Mas é extremamente fundamental pensarmos que o plano de vacinação para a covid-19 só definitivamente ficará pronto, fechado, quando tivermos uma vacina, ou mais de uma vacina que esteja registrada na Anvisa. E, pelo óbvio, para isso ela precisa mostrar seus dados de segurança e eficácia para a população brasileira", acrescentou.

Leia mais: Transmissão da covid no Brasil desacelera, diz Imperial College

Medeiros também explicou que os critérios para a definição de grupos prioritários são a manutenção de serviços essenciais  - o que inclui profissionais de saúde na lista preferencial - e a avaliação da situação epidemiológica da covid-19, que mostram quem apresenta maior risco de agravamento da doença.

Características da vacina ideal

Ele ainda citou quais seriam as características desejadas em relação à futura vacina contra a doença causada pelo coronavírus.

Além de apresentar eficácia e segurança, segundo ele, o ideal é que o imunizante seja capaz de induzir memória imunológica, tenha aplicação de dose única, apresente tecnologia de baixo custo e seja termoestável -  isso significa poder mantido em temperaturas de 2 a 8 graus. Essa é a temperatura da rede de frios, que conserva e garante o processo logístico das vacinas  do PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Os 10 eixos do plano de vacinação

De acordo com o secretário, a câmara técnica que elabora o plano nacional de vacinação da covid-19, instituida pela portaria nº 28 do dia 3 de setembro, deve se reunir nesta terça-feira (1), às 14h, para apresentar os resultados dos estudos que servirão de base para a estratégia que será adotada pelo Ministério da Saúde.

A câmara é composta por diversos especialistas, organizações e setores da sociedade civil, que se dividiram em 10 eixos temáticos para construir o plano: 

1- Situação epidemiológica;

2- Atualição das vacinas em estudo;

3- Monitoramento e orçamento;

4 - Operacionalização da campanha; 

5 - Farmacovigilância;

6 - Estudos de monitoramento e pós-marketing;

7 - Sistema de informação;

8 - Monitoramento, supervisão e avaliação;

9 - Comunicação antes e durante a campanha;

10 - Encerramento da campanha.

Medeiros afirmou que conclusões obtidas em todas as áreas devem estar disponíveis até o final desta semana.

Leia mais: Pfizer e Moderna pedem, nos EUA e Europa, uso emergencial de vacina

Últimas