Covid-19: Rússia tem recorde de casos de infecção em um só dia

Foram 10.633 casos a mais de infecção pelo novo coronavírus, a maior marca desde o início da pandemia no país, o que eleva o total para 134.687,

A Praça Vermelha, com a icônica Catedral de São Basílio, quase vazia

A Praça Vermelha, com a icônica Catedral de São Basílio, quase vazia

Shamil Zhumatov/Reuters - 30.4.2020

A Rússia registrou neste domingo (3) 10.633 casos a mais de infecção pelo novo coronavírus, a maior marca desde o início da pandemia no país, o que eleva o total para 134.687, segundo dados apresentados pelas autoridades locais.

Ainda em boletim publicado hoje, foram acrescentadas 58 mortes ocorridas nas últimas 24 horas, o que faz a quantidade de óbitos chegar a 1.280.

Embora tenha sido registrado crescimento de 8,3% nos novos contágios, na comparação com os dados da véspera, o montante de falecimentos no território russo se manteve estável.

De acordo com os dados oficiais, o número de casos duplicou nos últimos dez dias, enquanto no mesmo período quadruplicou a quantidade de pacientes recuperados, até chegar a 16.639.

Moscou, com pouco mais de 12,6 milhões de habitantes, segue sendo o principal foco de infecção do país, com mais da metade dos casos confirmados e das mortes, com 68.606 e 729, respectivamente.

Ontem, no entanto, o prefeito da capital russa, Sergey Sobyanin, admitiu que estudos e modelos matemáticos apontam que a cidade pode ter cerca de 250 mil pessoas que contraíram ou estão com o novo coronavírus.

O chefe do governo municipal explicou que, nos últimos dias, houve um aumento considerável do número de testes de diagnóstico na população, o que permitiu dobrar o nível de detecção de casos positivos.