Novo Coronavírus

Saúde Covid: pacientes psiquiátricos graves morrem mais jovens

Covid: pacientes psiquiátricos graves morrem mais jovens

Relatório divulgado pelo Instituto Superior de Saúde da Itália aponta que essas pessoas estão mais expostas ao coronavírus

Pacientes psiquiátricos graves estão mais expostos ao coronavírus, afirmam especialistas

Pacientes psiquiátricos graves estão mais expostos ao coronavírus, afirmam especialistas

Reprodução/Freepik

Pessoas com doenças psiquiátricas graves que são infectadas pelo coronavírus morrem em idade mais jovem do que outros pacientes, de acordo com um estudo publicado nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Superior de Saúde da Itália.

"Os pacientes afetados por um problema psiquiátrico grave morrem de covid-19 em uma idade mais jovem em comparação com outros pacientes sem problemas mentais, entre outros fatores examinados, incluindo doenças não psiquiátricas", afirma o relatório.

Os especialistas apontam que essas pessoas estão mais expostas à infecção pelo vírus SARS-CoV-2 e a uma forma mais grave da doença por várias razões, tais como o mau cumprimento das medidas de proteção individual. Isso porque não estão cientes da extensão do risco, mas também devido aos frequentes problemas cardiovasculares ou metabólicos de que sofrem ou à sua dificuldade em reconhecer ou relatar sintomas, por exemplo.

Por essa razão, estudos recentes concluíram que problemas psicológicos são um fator de risco, e alguns países europeus incluíram essas pessoas entre as categorias prioritárias para a vacinação.

"O conhecimento do impacto diferente da pandemia entre a população mais vulnerável, que inclui pessoas com deficiências mentais graves ou problemas de desenvolvimento neurológico, tem crescido progressivamente", dizem os pesquisadores Ilaria Lega e Lorenza Nisticò.

O relatório, coordenado pelo médico Graziano Onder, é baseado em dados coletados por especialistas do instituto no setor psiquiátrico, que também faz parte do Serviço Público Nacional de Saúde.

Na Itália, onde os hospitais psiquiátricos estão fechados há mais de 40 anos, foram levados os relatórios clínicos de 4.020 pessoas que morreram de coronavírus entre 21 de fevereiro e 3 de agosto de 2020. Cerca de 2,1% deles tinham algum problema psiquiátrico grave, como a esquizofrenia, e 4,4% do total tinham doenças mentais consideradas comuns, como a depressão e a ansiedade.

A idade média de mortes entre pessoas com problemas psiquiátricos graves foi de 71,8 anos, em comparação com 78,0 anos para pacientes sem tais problemas.

Últimas