Novo Coronavírus

Saúde Cuba iniciará estudos sobre vacina infantil contra covid-19 em abril

Cuba iniciará estudos sobre vacina infantil contra covid-19 em abril

O imunizante será para pessoas de 5 a 18 anos. O país também está desenvolvendo outras quatro vacinas contra o coronavirus

Nenhuma das vacinas contra a covid-19 já aprovadas foram desenvolvida para uso em crianças

Nenhuma das vacinas contra a covid-19 já aprovadas foram desenvolvida para uso em crianças

Reprodução/Freepik

Pesquisadores cubanos esperam começar em abril os testes clínicos de uma vacina contra a covid-19 especificamente desenvolvida para a população infantil de 5 a 18 anos.

Dagmar García Rivero, diretora de Pesquisas do estatal Instituto Finlay da Vacinas (IFV), afirmou em entrevista coletiva na quinta-feira (04) que para obter uma alta cobertura de imunização para enfrentar a pandemia "é imprescindível vacinar as populações pediátricas", mas lembrou que "avançar para ensaios clínicos em crianças requer um rigor regulatório superior".

Nenhuma das vacinas contra a covid-19 já aprovadas em outros países foi concebida para utilização em crianças, mas algumas farmacêuticas multinacionais que já trabalham neste tipo de pesquisa.

IFV é a agência responsável pela candidata a vacina mais avançada de Cuba, a Soberana 02, que acaba de receber autorização para iniciar a terceira e última fase de ensaios clínicos, na qual a eficácia será testada em grande escala. Se esta fase for bem-sucedida, a fórmula cubana poderá se tornar a primeira vacina contra a covid-19 criada na América Latina.

Os estudos de uma vacina infantil contra a covid-19 serão baseados na avaliação da melhor formulação da "Soberana 02" e também da "Soberana 01", outra das fórmulas desenvolvidas pelo IFV, para aplicação pediátrica.

Segundo García Rivero, o ensaio envolveria crianças de 12 a 18 anos e, "uma vez coberta a segurança" nesse grupo etário, seria testado no grupo dos 5 aos 12 anos. O ensaio da vacina infantil está atualmente sendo analisado pelo comitê de ética da pesquisa, acrescentou.

Cuba está desenvolvendo quatro vacinas contra a covid-19, às quais acaba de ser acrescentada uma quinta, especificamente destinada a prevenir o risco de reinfecção em pessoas em convalescença da doença, de acordo com a imprensa local.

As autoridades cubanas esperam poder vacinar toda a população este ano. Cuba totaliza 53.308 casos de covid-19 e 336 mortes por complicações da doença desde o início da pandemia.

Últimas