Em SP, 12 mil exames de coronavírus ainda não foram processados

Secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann afirmou que deste total, 500 são exames de pacientes internados em estado grave

Capacidade será ampliada até o dia 10 de abril

Capacidade será ampliada até o dia 10 de abril

CLAUDIO FURLAN/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

Os laboratórios públicos do estado de São Paulo têm 12 mil exames de coronavírus na fila para serem processados, incluindo os de 500 pacientes internados em estado grave, com suspeita de covid-19, informou nesta segunda-feira (30) o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann.

Germann ressaltou que entre os casos graves, "a possibilidade de positivo vai ser maior" do que em relação aos casos leves, que são a maioria.

O governo prevê aumentar a capacidade da rede pública de atualmente 1.000 testes por dia para processar até 8.000 exames diariamente até o dia 10 de abril.

O aumento da capacidade laboratorial envolverá os institutos Adolfo Lutz e Butantan, além dos laboratórios dos Hospitais Universitários em todo o estado.

O estado de São Paulo tem 1.451 com diagnóstico de coronavírus confirmado, incluindo 98 óbitos.