Coronavírus

Saúde Equipe da Anvisa termina inspeção em fábrica da CoronaVac na China

Equipe da Anvisa termina inspeção em fábrica da CoronaVac na China

Técnicos da agência brasileira permaneceram nas instalações da indústria por cinco dias e farão relatório final até primeira semana de janeiro 

  • Saúde | Do R7

Brasileiros ficaram por cinco dias na planta da Sinovac

Brasileiros ficaram por cinco dias na planta da Sinovac

Wu Hong/EFE/EPA - 24.09.2020

A equipe da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) terminou, nesta sexta-feira (4), a inspeção na fábrica da Sinovac, laboratório responsável por enviar matéria-prima da vacina CoronaVac para o Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo.

Os técnicos passaram cinco dias na planta da empresa em Pequim, capital da China.

Os trabalhos começaram na última segunda-feira (30) e se encerraram hoje às 7h (18h no horário chinês).

Agora, o grupo vai emitir um relatório de inspeção, que depende de algumas informações adicionais decorrentes da inspeção a serem enviadas pelo Instituto Butantan.

Os técnicos devem gerar uma certificação de boas práticas de fabricação entre a última semana de dezembro e a primeira semana de janeiro. 

Inspeção da vacina da AstraZeneca

A equipe da Anvisa inicia, a partir de segunda-feira (7), a visita técnica na fábrica da Wuxi Biologics Co., uma empresa chinesa que produz insumos usados pela Fiocruz Bio-Manguinhos na produção da vacina do laboratório AstraZeneca. Essa vacina é a mesma da Universidade de Oxford.

A inspeção, que vai até sexta-feira (11), inclui um cronograma com a checagem de vários requisitos técnicos para saber se a matéria-prima do imunizante segue as normas de Boas Práticas de Fabricação. Essas regras equivalem aos regulamentos das principais agências sanitárias internacionais.   

Últimas