Novo Coronavírus

Saúde Espanha tem alta de mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Espanha tem alta de mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Apesar do aumento, o número de falecimentos no país fica abaixo de cem pelo oitavo dia consecutivo

  • Saúde | Da EFE

Número de novos casos caiua nas últimas 24 horas

Número de novos casos caiua nas últimas 24 horas

Juan Medina/Reuters - 14.5.2020

O Ministério da Saúde da Espanha divulgou neste domingo (24) que foram registradas 70 mortes em decorrência da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, o que representa alta na comparação com a véspera, em que o acréscimo foi de 48.

Apesar do aumento, pelo oitavo dia consecutivo o número de falecimentos no país fica abaixo de 100. No total, 28.740 pessoas perderam a vida desde o início da pandemia.

Ainda de acordo com as autoridades locais, o número de novos casos de infecção foi de 246 - 115 a menos que ontem (23) -, elevando a quantidade na Espanha para 235.772.

De ontem para hoje, a maior quantidade de mortes registradas foi na Catalunha, com 31 óbitod, seguida por Madri, com 21.

Próxima etapa

Hoje, o ministro da Saúde, Salvador Illa, garantiu a fixação do prazo de 14 dias para que todo o território do país entre em uma próxima fase de relaxamento de medidas, mas que esse período pode ser encurtado, diante dos índices de contágio.

Nesta segunda-feira (25), as cidades de Madri e Barcelona são duas que entrarão na primeira etapa, com a reabertura dos pequenos estabelecimentos comerciais, permissão para reuniões familiares e de amigos, com até dez pessoas, além de autorização de presença de pessoas em varandas de restaurantes e bares.

Além disso, hotéis poderão funcionar, sem que as áreas de convivência sejam abertas.

No restante do país, 22 milhões de pessoas vão para a fase dois, o que significa poder servir comida dentro de restaurantes e bares, que terão limitação de capacidade, volta ao funcionamento de shoppings, também com público reduzido, e ampliação do número de pessoas em locais de celebração religiosa.

Últimas