Novo Coronavírus

Saúde Estados Unidos preveem duas vacinas aprovadas até o Natal

Estados Unidos preveem duas vacinas aprovadas até o Natal

Imunizantes da Pfizer e da Moderna já foram submetidos à análise da FDA (órgão regulador de drogas e alimentos dos país) para uso emergencial

Reuters
Estados definirão grupos prioritários para vacinação

Estados definirão grupos prioritários para vacinação

BioNTech SE/via EPA/EFE

As duas primeiras vacinas contra o novo coronavírus podem estar disponíveis para os norte-americanos antes do Natal, disse o secretário de Saúde do país, Alex Azar, nesta segunda-feira (30), depois que a Moderna tornou a segunda fabricante de vacinas com probabilidade de receber autorização de emergência dos EUA.

Os consultores externos da Food and Drug Administration se reunirão em 10 de dezembro para considerar a autorização da vacina covid-19 da Pfizer. Esta vacina pode ser aprovada e enviada em poucos dias, com a Moderna uma semana atrás, disse Azar.

"Então, poderíamos ver essas duas vacinas sendo lançadas e caindo nos braços das pessoas antes do Natal", disse Azar no programa "This Morning" da CBS.

O governo federal enviará as vacinas por meio de seu sistema normal de distribuição de vacinas, com governadores estaduais determinando para onde devem ir primeiro, acrescentou Azar.

“Eles [governadores] determinarão quais grupos serão priorizados. Espero que a ciência e as evidências sejam claras o suficiente para que nossos governadores sigam as recomendações que faremos a eles”, disse Azar.

Azar disse que ele e o vice-presidente Mike Pence vão falar com todos os governadores do país nesta segunda-feira para discutir as vacinas e quais grupos de pessoas devem ser priorizados para obtê-las primeiro.

Últimas