Coronavírus

Saúde Ex-ministro da Saúde destaca papel do Brasil na vacina de Oxford

Ex-ministro da Saúde destaca papel do Brasil na vacina de Oxford

Nelson Teich afirmou nesta segunda-feira (4) que país teve participação fundamental no desenvolvimento do imunizante

  • Saúde | Do R7

Nelson Teich foi Ministro da Saúde entre 17 de abril e 15 de maio de 2020

Nelson Teich foi Ministro da Saúde entre 17 de abril e 15 de maio de 2020

REUTERS/Adriano Machado

O ex-Ministro da Saúde Nelson Teich, 63, ressaltou o papel do Brasil no desenvolvimento da vacina de Oxford, nesta segunda-feira (4), no Twitter. O imunizante começou a ser aplicado no mundo pela primeira vez, nesta segunda-feira, no Reino Unido, que já aplica a vacina da Pfizer contra a covid-19 na população desde 8 de dezembro. 

Leia também: Reino Unido aplica primeira dose da vacina de Oxford

"O Brasil teve um papel fundamental no desenvolvimento dessa vacina, que vai ser muito importante no controle da covid-19 e na melhora da vida das pessoas em todo o mundo. Parabéns aos pesquisadores brasileiros", escreveu.

Teich é oncologista e foi ministro da Saúde entre 17 de abril e 15 de maio de 2020. 

Saiba mais: Vacina de Oxford apresenta 'inúmeras vantagens', dizem infectologistas

Testes da terceira e última fase dos estudos clínicos da vacina de Oxford foram realizados no Brasil a partir de julho, com cerca de 10 mil pessoas.

O imunizante é a principal aposta do governo brasileiro para combater a doença. O país tem acordo de compra e transferência de tecnologia da vacina, que, após aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), será produzida pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos, laboratório da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro. O Ministério da Saúde deve receber 15 milhões de doses da vacina de Oxford em janeiro e 15,2 milhões em fevereiro.

A Fiocruz anunciou a importação de 2 milhões de dose da vacina e divulgou que deve solicitar uso emergencial até esta quarta-feira (6) e de registro, até dia 15.

Últimas