Novo Coronavírus

Saúde Exame comprova 4º caso positivo de coronavírus, mas oficialmente são 3

Exame comprova 4º caso positivo de coronavírus, mas oficialmente são 3

Situação de adolescente de 13 anos é considerada atípica e não preenche definição de caso para covid-19 pelo fato dela não apresentar sintomas

  • Saúde | Christina Lemos, da Record TV

Contraprova deu positivo para coronavírus

Contraprova deu positivo para coronavírus

EFE/EPA/MATTEO CORNER

Uma garota brasileira de 13 anos que teve exames positivos para o novo coronavírus SARS-CoV2, mas não apresentou sintomas, não será considerada pelo Ministério da Saúde como o quarto caso infecção no Brasil.

O diagnóstico foi feito por um laboratório particular de São Paulo, na terça-feira (3), e confirmado pelo Instituto Adolfo Lutz, após exame de contraprova, nesta quinta-feira (5).

O Ministério da Saúde explica que sem sintomas, a paciente não poderia ser incluída na definição de caso estabelecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Se desenvolver febre e algum quadro respiratório, a adolescente será contabilizada pelas autoridades brasileiras. 

Sem qualificar como novo caso, o Brasil permanece com 3 confirmados e 531 suspeitos são monitorados pelo ministério. Outros 315 casos já foram descartados por exame laboratorial.

A estudante viajou ao norte da Itália entre os dias 22 de fevereiro e 1º de março. Segundo o ministério, ela ficou internada em um hospital na cidade de Dolomiti após uma lesão em um ligamento e foi submetida a uma cirurgia.

No retorno ao Brasil, em 2 de março, deu entrada no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, onde reside, mesmo sem sintomas da infecção pelo vírus.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, explicou nesta quarta-feira (4) que a jovem apenas "fez uma coleta, sem nenhum critério".

"O único critério era a viagem, não tinha até então um critério objetivo."

Ainda segundo a pasta, é possível que 25% das crianças e jovens infectados pelo novo vírus sejam assintomáticos. 

"Embora a notificação não cumpra as definições para vigilância em saúde, a adolescente e seus contatos serão monitorados", acrescenta o ministério em nota.

Últimas