Coronavírus

Saúde Farmácias na capital paulista terão vacinação gratuita contra gripe

Farmácias na capital paulista terão vacinação gratuita contra gripe

Campanha nacional começa na segunda-feira (23) e mil farmácias particulares vão atender idosos e para evitar aglomeração em meio ao coronavírus

  • Saúde | Do R7

Idosos devem se vacinar contra a gripe

Idosos devem se vacinar contra a gripe

Edson Hatakeyama/ASCOM/SMS

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira (18) que 1.000 farmácias da rede particular vão aplicar a vacina contra a gripe distribuída pelo SUS, a partir de segunda-feira (23), quando inicia a campanha nacional de imunização.

A campanha ocorre em meio a uma série de restrições aos idosos e grupos de risco devido à epidemia de coronavírus. 

A vacina contra a gripe não protege do coronavírus, mas é importante para reduzir a circulação do vírus influenza e evitar que haja confusão na hora de diagnosticar pessoas com covid-19. 

"É extremamente importante vacinar contra o vírus influenza, mas que essa vacinação não provoque filas, especialmente na população mais vulnerável, que é acima de 60 anos e com comorbidades", afirmou o coordenador do comitê criado pelo governo do estado para conter o coronavírus, o infectologista David Uip.

Leia também: Epidemia de covid-19 impõe desafio para vacinação contra a gripe

A partir de 23 de março, idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde devem ser vacinados. Está mantida a vacinação nas unidades básicas de saúde. Os primeiros a serem vacinados serão

Em 16 de abril, começa a campanha para professores, profissionais da segurança pública e de salvamento.

No dia 9 de maio, devem ser vacinadas crianças de seis meses a seis anos de idade, doentes crônicos, grávidas, puérperas (mães que deram à luz recentemente), população indígena e portadores de condições especiais.

Últimas