Coronavírus

Saúde Fiocruz alerta para aumento das internações de idosos por covid

Fiocruz alerta para aumento das internações de idosos por covid

Hospitalizações de pessoas acima de 60 anos saltaram de 27,1% do total, em junho, para 37,5% no fim de julho

Fiocruz diz que ainda é cedo para determinar se há mudança no perfil da pandemia no Brasil

Fiocruz diz que ainda é cedo para determinar se há mudança no perfil da pandemia no Brasil

MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO

O aumento da taxa das internações de idosos por covid-19 chamou atenção de pesquisadores do Observatório Covid-19 da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Em um boletim publicado na quinta-feira (5), eles alertam para o aumento do percentual de pessoas acima de 60 na última semana de julho, 37,5%.

Entre 6 e 12 de junho, os idosos representavam 27,1%, salientam os pesquisadores. As mortes de idosos, que eram de 44,6% entre todas as faixas etárias na mesma semana, subiram para 62,1% no fim do mês passado.

"Os cientistas chamam a atenção de que qualquer conclusão sobre a mudança apontada no perfil da pandemia no Brasil ainda é precoce e deve ser acompanhada de perto nas próximas semanas", diz o boletim.

Na terça-feira (3), o R7 já havia antecipado o sinal de alerta de um pesquisador da Fiocruz sobre a inversão da curva de queda de hospitalizações de idosos acima de 80 anos no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Por outro lado, o boletim mostra uma "redução importante da proporção de internações nas faixas etárias de 50 a 59 anos e uma diminuição discreta na faixa de 40 a 49 anos".

A Fiocruz também destaca novos cenários de transmissão diante do avanço da variante Delta do coronavírus pelo Brasil.

Segundo a entidade, é preciso "combinar vacinação com o uso de máscaras".

Últimas