Saúde Fiocruz garante compra de insumos para produzir vacinas de 2022

Fiocruz garante compra de insumos para produzir vacinas de 2022

Acordo com AstraZeneca possibilita produção de 120 milhões de doses, sendo 60 mi com IFA nacional e 60 mi com importado

  • Saúde | Do R7

IFA produzido na Fiocruz será usado na produção de 60 milhões de doses da AstraZeneca

IFA produzido na Fiocruz será usado na produção de 60 milhões de doses da AstraZeneca

André Coelho/EFE - 27.5.2021

A Fiocruz (Fundação Osvaldo Cruz) e a farmacêutica AstraZeneca assinaram uma ação conjunta de compromisso para aquisição de IFA (ingrediente farmacêutico ativo) para produzir 60 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, para entrega no primeiro semestre de 2022. 

A garantia de compra do insumo importado vai assegurar que a Fiocruz produza em Bio-Manguinhos (Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos) 120 milhões de doses dos imunizantes de janeiro a junho do próximo ano. Destes, 60 milhões serão produzidos com IFA nacional e 60 milhões com o importado. 

A segurança desse quantitativo vai possibilitar que o Ministério da Saúde (MS) planeje diferentes protocolos de vacinação e conte com doses suficientes para aplicar reforço nos grupos que dele necessitem. 

“O novo compromisso, aliado à produção nacional, visa a concentrar um número maior de doses no primeiro semestre de 2022 para garantir a possibilidade de implantação, pelo Ministério da Saúde, da estratégia de vacinação que se mostrar necessária diante de diferentes cenários que a pandemia possa apresentar”, afirmou Maurício Zuma, diretor de Bio-Manguinhos. 

IFA nacional

O insumo da AstraZeneca produzido no Brasil passará por uma etapa de testes nos Estados Unidos. A previsão da Fiocruz é pedir em novembro a alteração de registro da vacina junto à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), contemplando o novo local de fabricação do IFA. Somente após aprovação da agência, será possível disponibilizar vacinas nacionais ao PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde.

Últimas