febre amarela
Saúde Fique atento: nem todo mundo deve tomar a vacina de febre amarela 

Fique atento: nem todo mundo deve tomar a vacina de febre amarela 

Alguns grupos só podem se imunizar com autorização médica

Fique atento: nem todo mundo deve tomar a vacina de febre amarela 

Febre amarela: vacina é principal meio de prevenção

Febre amarela: vacina é principal meio de prevenção

ROBERTO COSTA/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A vacinação contra febre amarela nos postos de saúde da zona norte da cidade de São Paulo tem provocado filas gigantescas desde o último sábado (21). Os especialistas ouvidos pelo R7 explicaram que não há motivo para pânico e nem correria, pois não há casos de morte de humanos. A imunização está ocorrendo como forma de prevenção e controle. Porém, antes de encarar a fila, é importante saber se você está no grupo de pessoas que só podem tomar com autorização médica.

São elas: gestantes, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e pessoas imunodeprimidas (baixa imunidade), como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (portadores de Lúpus, por exemplo).

De acordo com o Ministério da Saúde, o imunizante tem eficácia de 95% a 99%. A vacina é recomendada já a partir dos nove meses de idade. E o esquema adotado no Brasil, desde abril, é de uma dose durante toda a vida.

Por que as grávidas não podem tomar?

Segundo explicou recentemente a infectologista do Hospital e Maternidade São Luiz Regia Damous as gestantes não devem tomar a vacina, pois o imunizante é feito com vírus vivo atenuado. Se a mulher tiver se imunizado após o nascimento do bebê, ela precisa esperar 28 dias para retornar a amamentação, já o vírus pode ser transmitido pelo leite.

Prefeitura de SP amplia a vacinação para febre amarela na zona norte

Como elas se protegem então?

As grávidas devem se proteger usando roupas que cubram as áreas expostas, passando repelente na pele e sobre a roupa, além de evitar viajar para as regiões que têm casos da doença.

Vacinação apenas na zona norte

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, nesta primeira fase, a vacinação nos postos de saúde é voltada às pessoas que residam a, no mínimo, 500m à frente da área de extensão dos parques do Horto e Cantareira (veja os endereços). Na segunda fase, deve ser ampliado a um raio de 1000m, e a terceira fase somente será definida (após uma nova avaliação epidemiológica).

Vale ressaltar que, os demais postos da cidade seguem funcionando normalmente para quem precisa tomar vacina, porque vai viajar para países que exigem o imunizante, por exemplo. Acesse aqui a lista!

A vacina pode provocar efeitos adversos?

Como qualquer outra vacina ou medicamento, a vacina da febre amarela pode causar efeitos colaterais, como febre, dor local, dor de cabeça, dor no corpo etc.