Saúde Higienizar as mãos ajuda a prevenir doenças infecciosas

Higienizar as mãos ajuda a prevenir doenças infecciosas

O ato reduz as taxas de diarreia e infecções respiratórias

Higienizar as mãos ajuda a prevenir doenças infecciosas

Pessoas que lavam as mãos com frequência são menos atingidas por doenças infecciosas; a recomendação é usar água e sabão

Pessoas que lavam as mãos com frequência são menos atingidas por doenças infecciosas; a recomendação é usar água e sabão

Getty Images

A maior pesquisa realizada sobre higiene global, International Dettol HABIT Study (Hygiene: Attitudes, Behaviour, Insight and Traits), comprovou que pessoas que lavam as mãos com frequência são menos atingidas por doenças infecciosas.

O estudo apontou que 70% a 80% das pessoas que lavam suas mãos com sabão mais de seis vezes revelaram que raramente são atingidos por diarreia e resfriados, comparados com 60% daqueles que lavam suas mãos com menos frequência.

O ato de higienizar as mãos com sabão reduz as taxas de diarreia entre 42% e 47% e as taxas de infecções respiratórias em 23%. Só que o estudo revelou que apenas 28% do total das pessoas pesquisadas lavam suas mãos com sabão mais de seis vezes ao dia, atribuindo a falta do hábito ao corre-corre do dia-a-dia.

Dentre os países pesquisados, o Brasil foi apontado como o que lava as mãos com maior frequência (mais de seis vezes ao dia), com 43%. Os brasileiros também se destacaram no índice de preocupação com a boa higiene das mãos contra infecções, principalmente ao utilizarem o banheiro.

A pesquisa apontou que 91% sabe a importância de se lavar as mãos com sabonetes, porém apenas 66% efetivamente o fazem. Como a ligação entre a higienização das mãos e a propagação de doenças infecciosas, não custa tirar um tempinho para realizar esse simples hábito. Não só quando formos ao banheiro, mas também na hora de preparar a comida.