Novo Coronavírus

Saúde Hospital chinês construído em dez dias começa a receber vítimas

Hospital chinês construído em dez dias começa a receber vítimas

É o primeiro dos dois hospitais erguidos em poucos dias para atender pacientes infectados pelo novo tipo de coronavírus

Reuters
Mil pacientes poderão ficar internados no novo hospital

Mil pacientes poderão ficar internados no novo hospital

Xinhua/Cheng Min

Construído em meros dez dias, um hospital chinês dedicado a tratar pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Wuhan, o epicentro da epidemia, começará a receber pacientes nesta segunda-feira (3), disse a mídia estatal.

O hospital Huoshenshan, ou "Montanha do Deus Fogo", foi concebido para acolher 1.000 pacientes com infecções confirmadas para amenizar a falta de leitos em outros locais da cidade agora que o vírus está se disseminando.

A epidemia já matou 361 pessoas, contaminou mais de 17 mil na China e ao menos 171 no exterior. Há mais de 11 mil casos na província de Hubei, onde Wuhan se localiza, noticiou a televisão estatal nesta segunda-feira.

A construção do Huoshenshan se inspirou em um hospital erguido em Pequim em 2003 para o combate à SARS (síndrome respiratória aguda grave). Mais de 7.500 operários participaram do projeto a toque de caixa, que começou em 25 de janeiro e foi concluído neste final de semana.

A China está construindo um segundo hospital de 1.600 leitos em Wuhan para tratar os pacientes com coronavírus. O Leishenshan, ou "Montanha do Deus do Trovão", deve ser finalizado em 5 de fevereiro.

Veja fotos das obras do hospital emergencial em Wuhan:

Últimas