Instituto alerta para cuidado redobrado contra dengue

O Instituto Oswaldo Cruz (IOC), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), alerta a população para o cuidado redobrado nas ações contra a dengue por causa dos temporais que devem acontecer no Rio nesta semana e o calor elevado. "Esta é uma semana crucial porque milhares e milhares de ovos de Aedes aegypti que estavam nas casas das pessoas estão se transformando em larvas e, em uma semana, terão se transformado em milhares de mosquitos aptos a transmitir a doença", afirma o pesquisador Ricardo Lourenço.

"A ação da população é fundamental durante todo o ano, com vistorias semanais em suas casas e quintais. Especialmente nesta semana de início de chuvas, a atuação precisa ser intensificada", diz, de acordo com o IOC. Além de reservatórios de água totalmente fechados, Lourenço pede cuidados na inspeção de criadouros menos perceptíveis, como calhas, ralos externos, recipientes de bichos, bandejas de condicionadores de ar e de refrigeradores, latrinas sem uso ou com pouca utilização, entre outros.

Feita por especialistas do IOC, a proposta "10 Minutos contra a Dengue" é empregar somente esse tempo semanal para tirar criadouros no espaço doméstico com o objetivo de causar interferência no período de avanço do hospedeiro, impossibilitando que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem ao estágio adulto. "O Aedes aegypti vive e reproduz-se, em geral, dentro e no entorno das residências, por isso temos de ter cuidado redobrado com nossas casa. Se cada um fizer a sua parte, poderemos ter um verão com baixo índice de casos da doença", afirma.

AE