Coronavírus

Saúde Itália tem 919 novas mortes por coronavírus e total vai a 9.134

Itália tem 919 novas mortes por coronavírus e total vai a 9.134

Atraso em notificações fez boletim sair inicialmente com 969 mortes; país teve o pior dia desde o início da pandemia e já tem mais casos que a China

  • Saúde | Do R7, com Reuters

Número de mortes na Itália foi recorde nas últimas 24 horas

Número de mortes na Itália foi recorde nas últimas 24 horas

Nicola Lanese / EFE-EPA - 24.3.2020

A Itália registrou nesta sexta-feira (27) 919 novas mortes pelo novo coronavírus no país nas últimas 24 horas. O número é o maior para um país desde o início da pandemia. O número total de casos chegou a 86.498, ultrapassando a China.

Nos últimos dias, a Itália vinha registrando uma queda no número de mortes. O último registro, na quinta-feira (26), contabilizou 712 mortes ocasionadas pela doença.

Antes dos números desta sexta-feira, o maior número diário de mortos fora registrado em 21 de março, quando 793 pessoas morreram.

Mais positivos que a China

O número total de casos confirmados aumentou para 86.498 em relação aos 80.539 anteriores, ultrapassando o total da China, onde a epidemia de coronavírus surgiu no final do ano passado.

Os Estados Unidos já tinham superado a China na quinta-feira como o país do mundo com o maior número de casos.

Na Itália, daqueles originalmente infectados em todo o país, 10.950 haviam se recuperado totalmente na sexta-feira, em comparação com 10.361 no dia anterior. Havia 3.732 pessoas em terapia intensiva, contra 3.612 anteriores.

A região norte da Lombardia, a mais atingida na Itália, relatou um aumento acentuado de mortes em comparação com o dia anterior e permanece em uma situação crítica, com um total de 5.402 mortes e 37.298 casos.

A contagem de mortes total divulgada nesta sexta-feira incluiu 50 mortes que ocorreram na quinta-feira na região norte do Piemonte, cujas notificações chegaram tarde demais para serem incluídas nos números oficiais de 26 de março, informou a Agência de Proteção Civil.

O atraso levou a alguma confusão e significa que alguns meios de comunicação estão divulgando a contagem diária de mortos nesta sexta-feira em 969, em vez de 919.

Últimas