Itália tem mais 578 mortes por covid-19; novos casos desaceleram

O número de novos casos foi o mais baixo desde 13 de março, mas a contagem diária de mortes permanece alta

O país tem o segundo maior número de óbitos do mundo, depois dos EUA

O país tem o segundo maior número de óbitos do mundo, depois dos EUA

Flavio Lo Scalzo/Reuters - 07.04.2020

As mortes pela epidemia de covid-19 na Itália aumentaram em 578 nesta quarta-feira (15), ante alta de 602 no dia anterior. O número de novos casos aumentou em 2.667. Em comparação com um aumento anterior de 2.972, continua a recente tendência de queda no crescimento.

O número de novos casos foi o mais baixo desde 13 de março, mas a contagem diária de mortes permanece teimosamente alta.

O número de fatalidades tem oscilado entre 525 e 636 nos últimos 11 dias, exceto por uma queda acentuada para 431 no domingo (12) de Páscoa, que foi imediatamente revertida no dia seguinte.

O total de mortos desde o surgimento do surto, em 21 de fevereiro, subiu para 21.645, segundo a Agência de Proteção Civil do país, o segundo maior número de óbitos do mundo, depois dos Estados Unidos.

O número de casos confirmados oficialmente subiu para 165.155, a terceira maior contagem global, atrás de Estados Unidos e Espanha.

Havia 3.079 pessoas em terapia intensiva nesta quarta, contra 3.186 na terça-feira (14)  - o 12º declínio diário consecutivo.

Dos infectados originalmente, 38.092 foram declarados recuperados, ante 37.130 no dia anterior.