Novo Coronavírus

Saúde Itália tem pior número de contágios de covid-19 desde 26 de junho

Itália tem pior número de contágios de covid-19 desde 26 de junho

O Ministério da Saúde informou que a capacidade contagiosa do vírus está acima de 1, que é o limite considerado como seguro para propagação

  • Saúde | Da EFE, com R7

Itália registra pior número no aumento de contágios desde 26 de junho

Itália registra pior número no aumento de contágios desde 26 de junho

Manuel Silvestri/Reuters - 24.5.2020

A Itália registrou 235 novas infecções nas últimas 24 horas, o pior número de novos contágios do novo coronavírus desde o último dia 26. Com isso, o total de casos desde o início da pandemia no país foi para 241.419. As informações foram divulgadas neste sábado (4) pela Defesa Civil.

O organismo confirmou também mais 21 mortes pela covid-19, elevando o total para 34.854.

É preciso levar em conta que foram realizados 51 mil testes, quando, em outras ocasiões foram feitos mais de 70 mil testagens.

Até agora, 191.944 foram recuperadas, 477 delas de ontem (3) para hoje, enquanto o número de casos ativos caiu de 14.870 para 14.621 (-259).

Novos surtos

As autoridades do país estão de olho em três regiões, Emilia-Romagna, Veneto e Lácio, depois que o Ministério da Saúde informou na sexta que seu número básico de Rt (reprodução instantânea) - que indica a capacidade contagiosa do vírus - está acima de 1, que é o limite considerado como seguro para a propagação da pandemia.

O presidente do Veneto, Luca Zaia, lamentou que o novo surto que foi detectado na região tenha sido importado da Sérvia por quatro venezianos que retornaram ao país no mesmo carro e sem máscaras.

O conselheiro de Saúde da região do Lácio, Alessio D'Amato, pediu a todos os italianos para terem cautela agora que as medidas de contenção foram suspensas.

"O aumento dos casos vem principalmente de casos importados e de uma diminuição dos cuidados. Eu tenho dito muito nestes dias, a guarda foi baixada e isso inevitavelmente leva a um aumento no contágio", analisou.

Últimas