Novo Coronavírus

Saúde Janssen deve pedir liberação de vacina na Europa em fevereiro

Janssen deve pedir liberação de vacina na Europa em fevereiro

Decisão cabe à agência reguladora de medicamentos da União Europeia; 2 vacinas já estão em uso emergencial por nos 27 países

Reuters
Vacina da Janssen está em análise contínua por agência reguladora desde 1º de dezembro

Vacina da Janssen está em análise contínua por agência reguladora desde 1º de dezembro

Divulgação/J&J

A Janssen, braço farmacêutico da norte-americana Johnson & Johnson, deve solicitar aprovação da União Europeia para sua vacina contra covid-19 em fevereiro, disse um importante parlamentar nesta quarta-feira (13).

Os dados clínicos da vacina estão sendo avaliados pela EMA (Agência Europeia de Medicamentos) desde 1º de dezembro sob uma revisão contínua para acelerar uma possível aprovação.

"A comissária de saúde da UE, Stella Kyriakides, anunciou durante a reunião do nosso grupo [legisladores da União Europeia] nesta manhã que o fabricante da vacina da Johnson & Johnson provavelmente apresentará um pedido de aprovação à UE para sua vacina em fevereiro", disse Peter Liese, que representa questões de saúde para o grupo de centro-direita da UE, o maior da assembleia.

Um porta-voz de Kyriakides disse mais tarde na quarta-feira: "Não podemos dar quaisquer indicações precisas sobre um pedido de autorização condicional de comercialização, mas é claro que esperamos que um pedido possa ser apresentado nas próximas semanas."

"A data para a apresentação de um pedido de autorização de comercialização ainda não foi confirmada", afirmou a EMA nesta quarta-feira.

A Johnson & Johnson não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A EMA demorou 20 dias para aprovar a vacina desenvolvida pela BioNTech e pela Pfizer, e pouco mais de um mês para autorizar a injeção da Moderna após suas solicitações no início de dezembro. As duas vacinas são até agora as únicas aprovadas na UE, enquanto a AstraZeneca apresentou seu pedido na terça-feira (12).

Últimas