Mais de 10 milhões podem ter contraído o coronavírus no Brasil

Estudo desenvolvido pela Universidade Federal de Pelotas aponta que o total de pessoas que tiveram contato com o vírus pode ser até sete vezes maior

Brasil tem 1.496.858 confirmados da covid-19

Brasil tem 1.496.858 confirmados da covid-19

Daniel Galber/Uai Foto/Estadão Conteúdo - 18.06.2020

A primeira pesquisa nacional sobre o avanço da covid-19 no Brasil identificou que o total de pessoas que tiveram contato com o vírus pode ser até sete vezes maior que o acumulado divulgado diariamente pelo Ministério da Saúde.

Como os dados atuais que apontam para 1.496.858 casos confirmados da doença respiratória, é possível dizer que o novo coronavírus já pode ter infectado quase 10,5 milhões de brasileiros.

O estudo, realizado pela UFPel (Universidade Federal de Pelotas) em parceria com o Ministério da Saúde, foi apresentado nesta quinta-feira (2) no Palácio do Planalto.

Leia mais: 91% dos infectados apresentam sintomas, diz pesquisa

O estudo, que foi realizado em três fases, teve por objetivo “estimar a proporção de pessoas com anticorpos para a covid-19 e analisar a evolução de casos na população brasileira, por meio de uma amostragem de participantes em 133 cidades sentinelas —que são os maiores municípios das divisões demográficas do País”.

De acordo com o governo federal, os dados obtidos pelo estudo poderão auxiliar os gestores locais na criação de “estratégias de abrandamento” das medidas de isolamento social em diversos estados e municípios.

Nos três inquéritos populacionais, que foram realizados a cada duas semanas, equipes do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) realizaram visitas domiciliares e testaram 89.397 pessoas em todas as regiões do Brasil. O método, no entanto, enfrentou problemas ao longo da execução por conta da resistência de gestores locais.

Segundo a UFPel, já no início da primeira etapa, em quase 40 cidades os agentes foram impedidos de trabalhar porque aguardavam a autorização das prefeituras “num processo burocrático que pode causar prejuízo aos cofres públicos”. Em alguns casos, de acordo com a universidade, eles foram detidos e, por isso, a primeira etapa contou com a participação de apenas 90 municípios.