Novo Coronavírus

Saúde Mais de 18 milhões não recebem água encanada diariamente

Mais de 18 milhões não recebem água encanada diariamente

Pesquisa do IBGE diz que abastecimento para estes brasileiros é interrompido pelo menos uma vez por semana

  • Saúde | Da Agência Brasil

Rede geral de distribuição é principal fonte

Rede geral de distribuição é principal fonte

Pixabay

No Brasil, 18,3 milhões de brasileiros não recebem água encanada todos os dias, de acordo com a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) Contínua 2019, divulgada nesta quarta-feira (6) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em um de cada dez domicílios brasileiros, com acesso à rede de distribuição, falta água pelo menos uma vez na semana. Isso equivale a mais de 6 milhões de lares.

Os dados mostram que em 85,5% das casas no país, a principal fonte de abastecimento de água é a rede geral de distribuição. Em cerca de 5% desses domicílios, no entanto, a rede está disponível de quatro a seis dias na semana. Em outros 5%, a disponibilidade é ainda mais reduzida, de um a três dias.

O abastecimento de água ajuda, entre outras coisas, na higiene e na prevenção de doenças. Lavar as mãos com água e sabão, várias vezes ao dia, está entre as recomendações para impedir o contágio pelo novo coronavírus.

Os dados mostram que poços profundos ou artesianos são a principal fonte de abastecimento de 5,1 milhões de domicílios, o equivalente a 7,1%; poços rasos, freáticos ou cacimbas, de 2,3 milhões de lares, ou 3,2%; e fontes ou nascentes, de 1,5 milhão, ou 2,1%.

Há também diferenças regionais. No Norte,o percentual de domicílios com a rede de distribuição como principal forma de abastecimento de água é 58,8% e, no Sudeste, 92,3%. De acordo com a Pnad Contínua, na Região Norte, 21,3% dos domicílios tinham abastecimento de água por meio de poço profundo ou artesiano e 13,4% recorriam ao poço raso, freático ou cacimba.

Os dados são da Pnad Contínua para o tema Características Gerais dos Domicílios e dos Moradores, de 2019, que consolida dados de aproximadamente 168 mil domicílios visitados por pesquisadores. Eles são uma amostra que representa os 72,4 milhões de domicílios particulares permanentes estimados no país. Além das características dos domicílios, a Pnad Contínua investiga, regularmente, informações sobre sexo, idade e cor ou raça dos moradores.

Últimas