Coronavírus

Saúde Mandetta orienta população a manter distanciamento social

Mandetta orienta população a manter distanciamento social

Ministro da Saúde ressaltou que sistema de saúde brasileiro ainda não está pronto para que se possam adotar outras medidas mais flexíveis

  • Saúde | Fernando Mellis, do R7

Fechamento de serviços não essenciais é criticada pelo presidente Jair Bolsonaro

Fechamento de serviços não essenciais é criticada pelo presidente Jair Bolsonaro

Nelson Antoine/Estadão Conteúdo - 29.3.2020

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu, nesta segunda-feira (30), a manutenção das medidas de distanciamento social impostas por governadores estaduais, contrariando o que tem sido dito pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista coletiva ao lado de outros ministros, no Palácio do Planalto, Mandetta afirmou que a pasta tem analisado o cenário da epidemia a cada semana para reavaliar eventuais posicionamentos e recomendações.

"O que a gente precisa ter na saúde nesta semana, na outra semana, na outra semana... para que a gente possa imaginar qualquer tipo de movimentação que não seja essa que a gente está. Por enquanto, mantenham a recomendação dos estados, porque essa é, no momento, a medida mais recomendável, já que nós temos muitas fragilidades ainda no sistema de saúde."

Em mais de uma ocasião, o presidente contradisse as recomendações do Ministério da Saúde, que defende o distanciamento social, ao cobrar que o comércio reabra as portas em estados e cidades onde governadores e prefeitos impuseram medidas restritivas.

Últimas