Coronavírus

Saúde Mesmo quem teve covid-19 leve deve fazer check up

Mesmo quem teve covid-19 leve deve fazer check up

Doença pode deixar sequelas, com comprometimento da função pulmonar; sonolência diurna e lapsos de memória podem persistir

Mais de 19 milhões de pessoas já se recuperaram da covid-19 no Brasil

Mais de 19 milhões de pessoas já se recuperaram da covid-19 no Brasil

Reprodução/Freepik

A covid-19 pode causar alterações no organismo mesmo em pessoas que tiveram a doença de forma leve. Um estudo conduzido por pesquisadores do Imperial College London, no Reino Unido, identificou pelo menos 203 sintomas que podem persistir após o fim da infecção causada pelo coronavírus no que se chama de covid de longa duração

Por este motivo, o pneumologista Flávio Arbex, coordenador da Enfermaria Covid da Santa Casa de Araraquara (SP), recomenda que pessoas que tiveram a doença de forma leve passem por um check up para acompanhar os possíveis sintomas e tratá-los de forma rápida.

“Esses quadros requerem uma avaliação também para analisar se não há uma alteração tanto do ponto de vista respiratório, como cardiorrespiratório e até muscular. Existem alguns estudos, principalmente internacionais, que mostram um comprometimento da função pulmonar ao longo do tempo nesses pacientes que tiveram covid”, afirma o médico.

Segundo Arbex, a fadiga e o cansaço são os principais sintomas que costumam persistir em pessoas que apresentaram um quadro leve da doença. “Esses pacientes também podem sofrer com queda de cabelo, permanecer com perda do paladar e olfato e é muito comum ouvirmos sobre insônia e dificuldade de concentração”.

As sequelas cognitivas da covid-19 também foram alvo de pesquisas. Um estudo realizado pelo InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), mostrou que 80% das pessoas diagnosticadas com a doença apresentam sintomas como falhas na atenção, na memória e na função executiva do cérebro após a recuperação da doença.

A pesquisadora Lívia Stocco Sanches Valentin, neuropsicóloga responsável por coordenar os estudos, afirmou a necessidade de se incluir, na avaliação clínica dos pacientes pós-covid de qualquer gravidade, sintomas como sonolência diurna excessiva, fadiga e lapsos de memória para que o diagnóstico precoce possa auxiliar na recuperação completa. 

“A importância de fazer o check up e acompanhar esses sintomas é para saber como podemos melhor tratá-los, avaliá-los e também identificar uma outra causa que mereça uma investigação adicional”, ressalta o pneumologista.

O médico chama a atenção para a importância dos exames de rotina em pessoas que costumam praticar atividade física e tiveram a covid-19 leve. Arbex explica que é necessário, sobretudo, realizar uma avaliação cardiológica e respiratória antes de retomar os exercícios.

“Aqueles que fazem atividade física intensa ou querem voltar para a praticar precisam ser avaliados para ver como ficou o pulmão, porque muitos desses pacientes provavelmente podem ter tido alguma alteração que não é detectada se não fizer nenhum exame”, explica o médico.

Últimas