México tem recorde nacional diário de casos de coronavírus, com 6.741

Diretor de epidemiologia do governo mexicano informou ainda 142.593 pessoas se recuperaram da doença até agora, representando 60% dos casos

Diretor de epidemiologia do governo mexicano, José Luis Alomía, apresentou o relatório

Diretor de epidemiologia do governo mexicano, José Luis Alomía, apresentou o relatório

Governo mexicano/EFE 03.07.2020

O México registrou nesta quinta-feira um novo recorde nacional diário de casos do novo coronavírus, com 6.741 infecções, e atingiu um número acumulado de 238.511, além de ter confirmado mais 679 mortes, o que elevou o total desde o começo da pandemia, em fevereiro, a 29.189.

"O aumento percentual nas últimas 24 horas foi de 2,9%, representando 6.741 casos. Permaneceu mais ou menos nesta média nas últimas semanas", declarou o diretor de epidemiologia do governo mexicano, José Luis Alomía.

Os contágios relatados hoje excedem as 6.288 infecções registradas em 23 de junho, recorde diário anterior. O terceiro pior dia da pandemia em território mexicano quanto ao número de infecções foi 25 de junho, com 6.104.

Ao apresentar o relatório técnico sobre o coronavírus, Alomía afirmou também que, além das 29.189 mortes comprovadamente causadas pelo vírus SARS-CoV-2, há outras 2.185 que dependem de resultados de exames e que também podem ter sido decorrentes da covid-19.

Alomía informou ainda 142.593 pessoas se recuperaram da doença até agora, representando 60% dos casos confirmados. As autoridades sanitárias relataram que 12.688 leitos gerais ocupados, entre 27.928 disponíveis e distribuídos em 882 hospitais. Quanto às vagas e, unidades de terapia intensiva, estão sendo usadas 3.642 das 9.509.