Novo Coronavírus

Saúde Ministério supera marca de 100 milhões de vacinas distribuídas

Ministério supera marca de 100 milhões de vacinas distribuídas

Desde 18 de janeiro, 102 mi de doses foram enviadas aos estados e ao Distrito Federal por meio do Programa Nacional de Imunizações

  • Saúde | Do R7

País usa três imunizantes atualmente; AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer

País usa três imunizantes atualmente; AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer

Bruno Rocha/Enquadrar/Estadão Conteúdo - 4.5.2020

O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (2) ter superado a marca de 100 milhões de doses de vacinas contra covid-19 distribuídas a unidades da federação por meio do PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Segundo a plataforma Localiza SUS, até esta manhã, 90 milhões de vacinas já haviam sido entregues e outros 12,8 milhões estavam em processo de envio e distribuição, totalizando 102,9 milhões. A vacinação contra covid-19 no Brasil começou em 18 de janeiro. 

A repartição das vacinas se dá de acordo com critérios populacionais, observando os grupos prioritários estabelecidos pelo ministério.

Com base nisto, São Paulo foi o estado que mais recebeu doses até o momento (23,5 milhões), seguido de Minas Gerais (10,7 milhões) e Rio de Janeiro (9,7 milhões).

O imunizante da AstraZeneca — seja produzido pelo Instituto Serum da Índia (primeiras doses), pela Fiocruz ou importado pelo consórcio Covax Facility — agora são os que mais foram distribuídos no país: 52,3 milhões de doses.

A CoronaVac teve 47,2 milhões de doses enviadas aos estados e Distrito Federal. Da Pfizer/BioNTech, foram 3,3 milhões.

O Brasil já aplicou 68,2 milhões de doses de vacinas contra covid-19, das quais 45,9 milhões de pessoas receberam apenas a primeira dose. Outros 22,3 milhões completaram o esquema vacinal.

Últimas