Novo Coronavírus

Saúde Ministro pede a Pfizer antecipação de 50 milhões de doses de vacina

Ministro pede a Pfizer antecipação de 50 milhões de doses de vacina

Em reunião com executiva da farmacêutica, Marcelo Queiroga manifestou necessidade de receber vacinas 'em curto prazo'

  • Saúde | Do R7

Vacina Pfizer/BioNTech já tem registro definitivo para uso no Brasil junto à Anvisa

Vacina Pfizer/BioNTech já tem registro definitivo para uso no Brasil junto à Anvisa

Sarah Meyssonnier/Reuters

Em reunião com a presidente da Pfizer Brasil nesta segunda-feira (29), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pediu que a farmacêutica antecipe metade das vacinas contra covid-19 encomendadas pelo governo. O pedido feito a Marta Diez foi para que 50 milhões de doses sejam entregues "em curto prazo", informa nota da pasta.

"Precisamos ampliar a nossa capacidade vacinal agora. Convido vocês para fazermos esforços conjuntos para garantir essas vacinas o quanto antes."

O contrato com a Pfizer para aquisição de 100 milhões de doses da vacina desenvolvida em parceria com a alemã BioNTech foi assinado pelo ministério no último dia 15. 

Se cumprido pela fizer, o pedido representaria um aumento substancial nas previsões estabelecidas até o momento: 13,5 milhões até junho e outros 86,5 milhões de doses entre julho e setembro.

A vacina Pfizer/BioNTech já tem registro definitivo na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o que permite ser utilizada em pessoas de fora dos grupos prioritários.

A companhia não se manifestou até o momento sobre a reunião com Queiroga e nem se vai conseguir atender ao apelo do ministro.

Últimas