Novo Coronavírus

Saúde Moderna deve enviar o dobro de vacinas da Pfizer aos EUA

Moderna deve enviar o dobro de vacinas da Pfizer aos EUA

EUA começaram a vacinar na segunda (14) contra a covid-19 com imunizante da Pfizer; uso emergencial da Moderna deve aprovado ainda essa semana

  • Saúde | Do R7

Considerada inovadora, a vacina da Moderna é feita com RNA mensageiro

Considerada inovadora, a vacina da Moderna é feita com RNA mensageiro

CJ Gunther/EPA/EFE

Os Estados Unidos devem contar com 6 milhões de doses da vacina Moderna, assim que ela for aprovada pelo FDA (Food and Drug Administration), agência regulatória norte-americana, para uso emergencial. Isso significa o dobro de doses enviados inicialmente pela Pfizer, imunizante que começou a ser aplicado contra a covid-19 na segunda-feira (14) no país. A informação foi publicada no Business Insider.

A remessa inicial da Pfizer foi de 2,9 milhões de doses. Ambas as vacinas são feitas com tecnologias semelhantes e consideradas inovadoras, a partir de RNA mensageiro. Em vez do vírus, um pequeno fragmento do seu RNA é usado para instruir o organismo a produzir defesa contra a doença. 

Leia também: O que se sabe sobre a mutação do coronavírus anunciada pelo Reino Unido

O uso emergencial deve ser autorizado até sexta-feira (18). A previsão é que as doses já estejam disponíveis na próxima semana e sejam distribuídas para mais de 3 mil locais. 

A vacina da Moderna é administrada em duas doses, com intervalo de quatro semanas.

Últimas