Mortes por câncer cairão 17% até 2030

Taxas de mortalidade por câncer de mama, intestinal e de próstata tendem a diminuir

As taxas por morte de câncer no Reino Unido podem cair 17% até 2030, preveem os especialistas.

Uma melhora no diagnóstico e no tratamento é a principal razão para a mudança, de acordo com o Instituto de pesquisa e caridade do câncer.

Em 2010, cerca de 170 pessoas em 100 mil membros da população em geral morreram de câncer.  Ao longo dos próximos 17 anos, esse número deverá cair para 142 pessoas.

Dentro disso, a perspectiva é que o número de fumantes também diminua.

Brasil faz 1º teste para câncer sem a indústria

Tratamento do câncer de mama pode estar equivocado

Câncer de testículo tem relação com o consumo de maconha

Espera-se ainda queda na porcentagem do número de pacientes com câncer de ovário.

As taxas de mortalidade por câncer de mama estão previstas para cair em 28%; para o câncer intestinal, 23%; e para o câncer de próstata, em 16%.

Aumento

Em relação a outros tipos de câncer, no entanto, a tendência é inversa. As taxas de mortalidade para o câncer bucal devem subir 22% e em relação ao câncer de fígado está previsto um aumento de 39%.

Para o professor Peter Sasieni, epidemiologista que pesquisa o câncer do Reino Unido, um fator bastante animador é que os cânceres mais graves — como pulmão, próstata, mama e intestino — vão diminuir.