Saúde Nascida sem vagina, mexicana revela esperança de ter família

Nascida sem vagina, mexicana revela esperança de ter família

Mulher foi uma das quatro que receberam o órgão produzido em laboratório

Nascida sem vagina, mexicana revela esperança de ter família

Mexicana foi uma das quatro mulheres que receberam vagina em laboratório

Mexicana foi uma das quatro mulheres que receberam vagina em laboratório

Reprodução/DailyMail

Nascida sem vagina, uma mexicana – que preferiu não se identificar — foi uma das quatro mulheres que recebeu o órgão produzido em laboratório. Ao site Daily Mail ela contou que agora tem esperanças de construir uma família.

Os médicos do Centro Médico do Hospital Wake Forest, no Estado americano da Carolina do Norte, usaram uma tecnologia pioneira retirando amostras de tecido das mulheres e construindo em laboratório a parte implantada a partir de um molde biodegradável.

Os novos órgãos foram dadas a mulheres nascidas com MRKH - Mayer-Rokitansky-Küster-Hauser, condição genética rara em que a vagina e útero são subdesenvolvidos ou ausentes.

Com condição rara, jovem tem 50 orgasmos por dia

Segundo a mexicana, que descobriu o problema aos 18 anos, no começo não foi difícil entender que parte de seu corpo seria feito em laboratório.

— Mas, como o passar dos anos e com os bons resultados, você encontra um modo de vida diferente, mas não muito longe da normalidade. Com o tempo, o apoio de amigos, do meu parceiro, e com o apoio incondicional de minha mãe, sinto que eu sou uma pessoa de muita sorte, plenamente satisfeita.

Médicos implantam vagina construída em laboratório

Ela conta que viveu “momentos de desespero” quando foi informada que não poderia ter filhos.

— Ainda bem que meu corpo recebeu isso [a vagina] bem.

Agora, ela afirma que sonha em ter uma família enorme com muitos filhos.