Náusea e queimação podem ser sinais de refluxo gástrico

Especialista dá 7 dicas de como evitar o problema

Pessoas de qualquer idade podem ter refluxo gástrico
Pessoas de qualquer idade podem ter refluxo gástrico Reprodução/Pais & Filhos

Estômago cheio, náusea, queimação e dor torácica. Esses são apenas alguns dos sintomas de quem sofre de refluxo gástrico. A condição que é caracterizada pelo retorno de líquidos gástricos, bebidas e comidas do estômago para o esôfago, de acordo com o diretor da SOBED (Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva), Gustavo Andrade de Paulo.

Segundo o especialista, no momento da alimentação, a comida passa da boca para o estômago através do esôfago. Entre eles, existe uma espécie de “válvula” que os separa, evitando que o alimento volte para o esôfago.

― Quando o esfíncter esofágico não fecha corretamente, o problema acontece, podendo levar alimentos e líquidos e sucos gástricos a voltarem para o esôfago, gerando o refluxo.

Refluxo pode aumentar risco de câncer de esôfago

Pessoas de todas as idades podem ter refluxo. Por meio do exame de endoscopia, é possível detectar a esofagite, consequência do refluxo. Segundo Andrade, a automedicação é muito comum nesses casos, o que pode acarretar problemas.

― O uso de remédios por conta própria, como os antiácidos, não garante a eficiência, além de acarretar em outros efeitos colaterais ao paciente. Portanto, é aconselhável o acompanhamento de um médico.

Para ajudar a evitar o problema, o especialista preparou sete dicas que irão te deixar bem longe dos refluxos. Veja!

1) Procure comer mais vezes ao dia:

O  ideal é se alimentar de quatro a cinco vezes por dia, a cada três horas, e em pequenas porções. Comer demais pode piorar o refluxo. 

2) Não durma após as refeições:

Segundo Andrade, é comum que o refluxo apareça em pessoas que costumam dormir logo após almoço ou jantar. O fato ocorre devido à ausência de gravidade, que facilita o encaminhamento do conteúdo gástrico para o esôfago quando a pessoa está deitada. 

3) Diminua a quantidade de café, chocolate e cigarro:

As substâncias presentes no cigarro e em bebidas como o café, relaxam o esfíncter esofágico inferior, possibilitando a volta dos alimentos. 

4) Evite bebidas gasosas:

Os gases ficam concentrados no tubo digestivo, ocasionando a distensão do estômago, o que facilita o refluxo. Portanto, refrigerantes e águas com gás devem ser evitados. 

5) Evite alguns condimentos:

Temperos como a pimenta, podem aumentar a secreção de ácido pelo estômago, aumentando a chance de refluxo.

6) Reduza a quantidade de frituras:

Alguns alimentos contêm um alto teor de gordura, o que sobrecarrega o estômago e também relaxa o esfíncter, podendo resultar no caminho contrário do alimento. 

7) Fuja das roupas apertadas

Peças justas na região do abdômen, como calças ou cintas e cincos, aumentam a pressão nesta região do corpo, facilitando o refluxo do ácido para o esôfago.