Novo Coronavírus

Saúde OMS aponta aumento de 7% nos casos de covid-19 no mundo

OMS aponta aumento de 7% nos casos de covid-19 no mundo

Mortes continuam em curva decrescente e caíram 6% em relação à semana passada, segundo órgão da ONU

  • Saúde | Da EFE

Em uma semana, houve 2,6 milhões de novos casos e 63.477 mortes, segundo OMS

Em uma semana, houve 2,6 milhões de novos casos e 63.477 mortes, segundo OMS

Denis Balibouse/Reuters - 18.05.2020

Os casos globais de covid-19 aumentaram 7% na última semana em relação à anterior, embora as mortes continuem em uma curva decrescente e tenham caído 6%, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) informou nesta quarta-feira (3).

Nesses sete dias, foram registrados 2,6 milhões de novos casos e 63.477 mortes, elevando o total desde o início da pandemia para 114 milhões de infecções e 2,5 milhões de óbitos.

Em seu relatório epidemiológico semanal, a organização confirmou que a tendência decrescente das infecções globais, que tinha durado seis semanas e em que os menores números diários de casos foram alcançados em quase meio ano, tinha sido quebrada.

Apesar disso, ainda há regiões no mundo onde a curva é descendente, como a África (onde os casos semanais caíram 24%) e o Leste Asiático (2%).

No entanto, os positivos subiram 14% no Oriente Médio, 9% na Europa e Sul da Ásia e 6% no continente americano.

Em relação às mortes na última semana, observam-se tendências muito diferentes dependendo da região: enquanto no Leste Asiático caíram 35%, no Sul da Ásia aumentaram 47%, na Europa caíram 5% e no continente americano foi menor que 1%.

O relatório também detalhou que na última semana a variante britânica do coronavírus foi detectada em mais cinco países (totalizando 106), a sul-africana em outros cinco (para um total de 56) e a brasileira em mais um, confirmando sua presença em 29 nações.

Por outro lado, em todo o mundo, já foram administradas 268 milhões de doses de vacinas contra Covid-19, e os territórios onde mais pessoas receberam pelo menos uma dessas doses são Estados Unidos (78 milhões), China (52 milhões), União Europeia (34 milhões) e Reino Unido (21 milhões).

Em termos relativos, o país onde a maior percentagem de sua população começou a se vacinar é Israel, que supera os 95%, seguido pelos Emirados Árabes Unidos (61%) e Reino Unido (31%).

Últimas