ONG holandesa distribui pílulas abortivas a mulheres brasileiras por causa do zika vírus

Relação entre vírus e microcefalia é confirmada 

ONG holandesa distribui pílulas abortivas em países com surto de zika vírus
ONG holandesa distribui pílulas abortivas em países com surto de zika vírus Thinkstock

A ONG holandesa Women on Web passou a oferecer comprimidos para aborto a mulheres brasileiras em virtude da epidemia de zika vírus. O anúncio foi feito no próprio site.

No comunicado, a organização alertou que os pacotes com os comprimidos têm ficado presos nas alfândegas dos aeroportos do Brasil, e são encaminhados para a Anvisa.

Ministro reafirma elo entre zika e microcefalia

— Devido a isso, não podemos garantir que os comprimidos vão chegar.

Como alternativa, a ONG sugeriu que, ao fazer as encomendas, as mulheres coloquem o endereço conhecidos que moram em países vizinhos, principalmente na Argentina — com exceção de Buenos Aires. As encomendas também não devem ser enviadas a conhecidos que residem no Paraguai e no Uruguai. 

'Aborto já é livre no Brasil. Proibir é punir quem não tem dinheiro', diz Drauzio Varella

Desta forma, a pessoa que requereu o produto teria que viajar para buscá-lo. 

— Sentimos muito não poder ajudar de outra forma. 

Lembrando que, no Brasil, o aborto não é legalizado.