Novo Coronavírus

Saúde Parceira da AstraZeneca na China quer fazer 400 mi de doses ao ano

Parceira da AstraZeneca na China quer fazer 400 mi de doses ao ano

BioKangtai inaugurou, nesta terça (2), uma fábrica que poderia quadruplicar a estimativa inicial de 100 mi de aplicações ao ano

  • Saúde | Da EFE

Chinesa vai começar a fabricar vacina de Oxford

Chinesa vai começar a fabricar vacina de Oxford

Gareth Fuller/PA Wire/Pool via Reuters

A BioKangtai, parceira chinesa da farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca, inaugurou nesta terça-feira (2) uma nova fábrica com a qual espera aumentar sua capacidade de produção da vacina para covid-19 para 400 milhões de doses por ano, de acordo com a imprensa local.

O diário econômico Shenzhen Securities Times informou que a nova fábrica poderia começar com a produção experimental da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

Ambas as empresas assinaram um acordo de exclusividade em agosto de 2020 pelo qual a BioKangtai obteve a licença para desenvolver, produzir e comercializar o imunizante no mercado chinês.

No acordo inicial, a empresa chinesa prometeu garantir uma capacidade mínima de produção de 100 milhões de doses anuais da vacina, que seriam quadruplicadas graças às instalações inauguradas hoje.

No momento, a vacina AstraZeneca e Oxford ainda não recebeu sinal verde das autoridades chinesas para sua comercialização, o que até agora só foi conseguido no país asiático pelo imunizante desenvolvido pela farmacêutica estatal Sinopharm e sua subsidiária, o Instituto Biológico de Produtos de Pequim.

De acordo com fontes da empresa citadas pelo Shenzhen Securities Times, a BioKangtai está "promovendo ativamente" a autorização clínica do imunizante contra a covid.

Essa empresa, uma das principais produtoras de vacinas da China, também está desenvolvendo sua própria vacina, baseada em uma versão inativada do coronavírus.

Seus dirigentes também se reuniram hoje para avaliar os resultados dos testes da primeira e segunda fases daquele imunizante e traçar os planos para iniciar a terceira parte dos estudos necessários ao seu desenvolvimento.

Últimas