Novo Coronavírus

Saúde Pazuello: 10 mi de doses da vacina de Oxford chegarão 'em breve'

Pazuello: 10 mi de doses da vacina de Oxford chegarão 'em breve'

Primeiro lote dos imunizantes contra covid-19 fabricadas pelo Instituto Serum chegou ao Brasil na semana passada

  • Saúde | Do R7

Brasil já recebeu 2 milhões de doses do imunizante Oxford/AstraZenica

Brasil já recebeu 2 milhões de doses do imunizante Oxford/AstraZenica

Reprodução/Folha Vitória

O ministro da Saúde, Eduardo Pauzuello, anunciou nesta segunda-feira (25) que 10 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZenica chegarão ao Brasil "em breve". O primeiro lote dos imunizantes contra covid-19, com 2 milhões de doses fabricadas pelo Instituto Serum, na Índia, chegou ao Brasil na última sexta-feira (22).

O uso emergencial do lote inicial de vacina foi aprovado no dia 17 e integra o plano de vacinação nacional em andamento no Brasil desde a última segunda-feira (18), em conjunto com os 6 milhões de doses da CoronaVac, liberados pela Anvisa concomitantemente à vacina de Oxford. 

Leia mais: O que muda com a chegada da vacina de Oxford ao país?

As duas vacinas serão produzidas no Brasil, mas, nos dois casos, é preciso receber matéria-prima da China. De acordo com o Plano Nacional de Imunização, serão priorizados na vacinação trabalhadores da saúde, indígenas e idosos.

O infectologista Estevão Portela, do INI/Fiocruz (Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas), foi a primeira pessoa no Brasil a receber a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford. A Fiocruz pagou R$ 54,9 milhões pelos primeiros 2 milhões doses do imunizante.

Com 604.722 doses aplicadas até as 9h desta segunda-feira (25), o Brasil figura como o 16º país com mais imunizados contra a covid-19, segundo o site "Our World in Data", que coleta dados de casos, mortes, testes e vacinas relacionados à pandemia do novo coronavírus,

Últimas