Coronavírus

Saúde Pazuello diz que vacina de Oxford contra covid chega em janeiro

Pazuello diz que vacina de Oxford contra covid chega em janeiro

Mas, apesar de uma cláusula no contrato para adiantar a entrega para este ano, isso depende do desenvolvimento da vacina

  • Saúde | Do R7

O ministro Eduardo Pazuello, no meio, em evento da multivacinação em Brasília

O ministro Eduardo Pazuello, no meio, em evento da multivacinação em Brasília

WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta sexta-feira (2) que 30 milhões de doses da vacina contra a covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, estarão disponíveis no país a partir de janeiro.

Leia também: Pazuello diz que Brasil 'começa a vacinar todo mundo' em janeiro

A previsão é um adiamento do cronograma inicial, que estimava a chegada da primeira metade de unidades ainda em dezembro e a segunda no primeiro mês de 2021. Mas, apesar de uma cláusula no contrato para adiantar a entrega para este ano, isso depende do desenvolvimento da vacina, afirma o Ministério da Saúde.

A pasta destaca também que tem acompanhado mais de 200 estudos para buscar a identificação de uma vacina contra a covid-19, com o objetivo de encontrar uma cura efetiva e segura para a doença.

"Não serão economizados esforços para disponibilizar aos brasileiros, tão cedo quanto possível, uma vacina eficaz, em quantidade e qualidade para atender a população", afirma o ministério em nota.

A análise do registro da vacina da Universidade Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, o primeiro desse tipo no país, deve durar até 60 dias. Em situações normais esse período é de um ano. 

OI ministro participou nesta sexta-feira, em Brasília, do lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação, que começa na segunda-feira (5) e vai até o dia 30 de outubro. Em relação à poliomielite, a meta é vacinar, no mínimo, 95% do público-alvo: crianças de 1 a 5 anos incompletos.

Últimas