Coronavírus

Saúde Pesquisadores dos EUA testarão vacina contra coronavírus

Pesquisadores dos EUA testarão vacina contra coronavírus

Farmacêutica responsável pelo desenvolvimento da vacina enviou frascos para testes em humanos, cujos resultados sairão entre julho e agosto

  • Saúde | Da EFE

Vacina contra Convid-19 será testada em voluntários saudáveis

Vacina contra Convid-19 será testada em voluntários saudáveis

CDC/Reuters

A farmacêutica Moderna Inc. enviou o primeiro lote de sua vacina de desenvolvimento rápido e experimental contra o coronavírus para pesquisadores do governo dos Estados Unidos, que farão os primeiros testes em humanos para na expectativa de que ela possa ajudar a controlar a epidemia, segundo informações divulgadas pela empresa em comunicado.

A Moderna informou que mandou nesta segunda (24) frascos da vacina chamada ARNm-1273 de sua fábrica em Norwood, Massachusetts, para o Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (Niaid) em Bethesda, no estado de Maryland.

Voluntários saudáveis testarão vacina

O instituto espera iniciar um ensaio clínico com entre 20 a 25 voluntários saudáveis até o final de abril, testando se duas doses da vacina são seguras e induzem uma resposta imunológica capaz de proteger contra infecções, segundo disse o diretor do Niaid, Anthony Fauci, ao The Wall Street Journal. Os resultados iniciais poderão estar disponíveis em julho ou agosto.

A ARNm-1273 se destina a ser uma vacina contra o novo coronavírus que codifica uma forma estabilizada de pré-fusão da proteína Spike (S), que foi selecionada pela Moderna em colaboração com estudiosos do Centro de Pesquisa de Vacinas.

Últimas