Coronavírus

Saúde Remédios para artrite reduzem as mortes por covid, aponta estudo

Remédios para artrite reduzem as mortes por covid, aponta estudo

Os medicamentos tocilizumab e sarilumab reduziram em 17% o risco de morte em pacientes que tiveram a forma grave da doença

  • Saúde | da AFP

Estudou analisou a eficácia dos remédios em 11 mil pessoas internadas com covid-19

Estudou analisou a eficácia dos remédios em 11 mil pessoas internadas com covid-19

Daniel Marenco/EFE

Os medicamentos tocilizumab e sarilumab, utilizados em casos de artrite, reduzem o risco de morte e a necessidade de respiradores em pacientes com covid-19, segundo uma análise de quase 11.000 doentes divulgada nesta terça-feira (6).

O estudo foi publicado no Journal of American Medical Association e levou a OMS (Organização Mundial da Saúde) a recomendar o uso dos medicamentos, conhecidos como inibidores da IL-6, além de corticosteroides entre pacientes com covid grave ou crítica.

Manu Shankar-Hari, principal autor do estudo, disse à AFP que a pesquisa representou uma "evidência definitiva" a favor dessas drogas após estudos que produziram resultados mistos.

Entre hospitalizados com covid, a administração de uma das drogas junto com corticosteroides reduziu o risco de morte em 17% em comparação com o uso de corticosteroides isoladamente.

Em pacientes que não estão sendo tratados com respiradores, o risco de morrer ou mudar para ventiladores foi reduzido em 21% em comparação com o uso exclusivo de corticosteroides.

Tocilizumabe e sarilumabe são usados para tratar a artrite reumatoide, uma doença autoimune, inibindo os efeitos da interleucina IL-6, um tipo de proteína chamada citocina que estimula o corpo a aumentar uma resposta inflamatória.

Últimas