Reunião de emergência de países europeus sobre escândalo da carne de cavalo

Os ministros europeus da Agricultura se reúnem nesta quarta-feira em caráter de emergência para analisar as medidas que devem ser adotadas após o escândalo provocado pela descoberta de carne de cavalo, comercializada como carne bovina em alimentos processados.

Bruxelas convocou uma reunião extraordinária às 16H30 GMT (14H30 de Brasília) entre os países afetados (França, Grã-Bretanha, Luxemburgo, Suécia, Romênia e Polônia), além da Irlanda, que tem a presidência semestral da UE, ante o impacto da fraude.

No entanto, nenhuma decisão será adotada nesta quarta-feira.

O presidente francês, François Hollande, afirmou que o caso era "grave" e comemorou a decisão dos ministros de assumir o comando do assunto.

"O presidente da República destacou que é um caso grave para a confiança dos consumidores e potencialmente grave para o setor francês (da carne)", afirmou o porta-voz do governo, Najat Vallaud-Belkacem.

Cada vez mais pressionada, a Comissão Europeia não descartou a possibilidade de tornar obrigatória a menção sobre o local de origem da carne nas embalagens das comidas processadas, ante o escândalo da carne de cavalo classificada como carne bovina em alimentos congelados.

mpa-ra-ml/fp