Saúde Revista cita estudo da UFMG como um dos destaques do ano

Revista cita estudo da UFMG como um dos destaques do ano

Pesquisadores descobrem vírus Yaravirus brasilienses, que infecta amebas e é composto por materiais genéticos não documentados

  • Saúde | Da Agência Brasil

Pesquisa brasileira é destaque na 'Science'

Pesquisa brasileira é destaque na 'Science'

Pixabay

A descoberta do vírus Yaravirus brasilienses, ocorrida através de um estudo feito pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), foi considerada um dos destaques do ano pela revista científica Science.

O portal da revista divulgou uma lista de suas histórias favoritas de notícias científicas em 2020, não relacionadas à covid-19, e citou o estudo liderado pelo professor Jônatas Santos Abrahão, do Departamento de Microbiologia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG.

O grupo de pesquisadores, liderado por Abrahão, e que fez a descoberta, se dedica à investigação de vírus gigantes e, por isso, se surpreendeu com o novo vírus que, diferente dos demais descobertos pelo grupo, é pequeno.

Ele foi descoberto na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte. Esse vírus infecta amebas e é composto por materiais genéticos não documentados, ou seja, ele carrega genes nunca descritos anteriormente.

O nome do vírus descoberto no estudo — Yaravirus brasiliensis — faz uma homenagem a Yara, considerada a mãe das águas, segundo a mitologia tupi-guarani.

Últimas