Coronavírus

Saúde Sírio-Libanês nega que UTIs para covid estejam lotadas

Sírio-Libanês nega que UTIs para covid estejam lotadas

Hospital em SP afirma que possui hoje 131 pacientes com diagnóstico positivo ou suspeita da doença e que 'cenário atual está controlado'

  • Saúde | Do R7

Sede do Hospital Sírio-Libanês, no bairro da Bela Vista, em São Paulo

Sede do Hospital Sírio-Libanês, no bairro da Bela Vista, em São Paulo

Charles Sholl/Brazil Photo Press/Folhapress

Um dos principais hospitais particulares de São Paulo, o Sírio-Libanês diz que a situação dos leitos destinados a pacientes com covid-19 está sob controle e nega que enfrente lotação.

A informação foi divulgada por meio de nota nesta sexta-feira (27), após o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, publicar que o hospital estava com 100% de ocupação.

"O hospital tem hoje, em São Paulo, 131 pacientes com covid-19 ou com suspeita da doença sob seus cuidados. O cenário atual está controlado e estão mantidos os atendimentos a pacientes com e sem covid-19, assim como cirurgias eletivas, que estão acontecendo regularmente", diz a instituição.

No entanto, a rede privada na cidade de São Paulo enfrenta, de fato, pressão com o aumento de internações por covid-19 nos últimos dias.

Balanço da prefeitura mostrava que os hospitais particulares tinham, em 25 de novembro, 2.341 pessoas internadas, enquanto os das redes estadual e municipal tinham 1.648.

Leia também: SP tem 66% dos hospitais privados ocupados por pacientes com covid

Últimas