Saúde TDAH pode estar associado a relações familiares ruins

TDAH pode estar associado a relações familiares ruins

Problema ocorre mais comumente em crianças do sexo masculino e diminui com o avançar da idade

TDAH pode estar associado a relações familiares ruins

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) são os mais comuns problemas psiquiátricos infantis, estando presente em 3% a 7% das crianças em idade escolar. O problema ocorre mais comumente em crianças do sexo masculino e diminui com o avançar da idade.

No estudo realizado por pesquisadores do Centro Latino-Americano de Estudos sobre Violência e Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde (ENSP-Fiocruz), 479 crianças da rede pública foram analisadas.

TDAH: cresce número de crianças que usam tarja preta

A prevalência de transtorno nelas foi maior quando havia problemas familiares do que entre famílias com melhor forma de se relacionar. Crianças que sofriam agressão verbal pela mãe apresentaram prevalência 3,7 vezes maior do que aquelas não expostas a essa situação.

Os pesquisadores explicam que a agressão verbal é um tipo de violência psicológica capaz de causar mais danos ao desenvolvimento infantil do que o uso da força física como norma disciplinar. Ela é manifestada por atos como xingamentos, irritação da criança e destruição de objetos.