Novo Coronavírus

Saúde Técnicos da Anvisa vão à Índia inspecionar fábrica da Covaxin

Técnicos da Anvisa vão à Índia inspecionar fábrica da Covaxin

Pedido foi feito pelo laboratório Bharat Biotech, que pretende exportar imunizantes contra covid-19 para o Brasil

  • Saúde | Do R7

Covaxin já está em uso emergencial na Índia mesmo sem conclusão de estudos de fase 3

Covaxin já está em uso emergencial na Índia mesmo sem conclusão de estudos de fase 3

Adnan Abidi/Reuters

Um dia após o Ministério da Saúde anunciar a compra de 20 milhões de doses da vacina indiana contra covid-19 Covaxin, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou nesta sexta-feira (26) que fará uma inspeção na fábrica da Bharat Biotech.

O pedido, diz a agência, foi feito pelo laboratório em 13 de fevereiro. A vistoria ocorrerá entre 1º e 5 de março.

Se tudo estiver de acordo com as exigências sanitárias brasileiras, a planta da Bharat Biotech receberá o CBPF (Certificado de Boas Práticas de Fabricação).

O documento leva em conta processo de trabalho, estruturas físicas da área de produção, armazenamento e laboratórios de controle de qualidade, além de toda a documentação do sistema de garantia de qualidade da empresa.

O CBPF é uma exigência da Anvisa para a concessão da autorização de uso emergencial ou registro sanitário de vacinas contra a covid-19.

Vale destacar que a Bharat Biotech ainda não tem processo em andamento na Anvisa para estudos clínicos da vacina nem para uso emergencial.

Na Índia, o produto começou a ser aplicado emergencialmente antes mesmo das conclusão da fase 3 (pré-registro) dos testes, o que foi alvo de críticas da comunidade científica.

Últimas